Em 14/07/14 às 09:12:18

Em Buenos Aires confronto deixa 15 policiais feridos

Torcedores depredaram o patrimônio público e atacaram pedras na direção dos policiais

ESPN

Confusão tomou conta perto do Obelisco em Buenos Aires

Os argentinos foram às ruas na noite de domingo para comemorar o vice-campeonato na Copa do Mundo, com unânime reconhecimento à entrega de sua seleção na final contra a Alemanha. Entretanto, nem tudo foi festa. Confrontos entre manifestantes e policiais, na região do Obelisco, resultaram no caos.

Até às 23:00 horas (de Brasília), as autoridades informaram o número de quinze policiais feridos. Manifestantes promovem um quebra-quebra, especialmente contra bancos, como o Galicia, localizado próximo ao monumento na Avenida Nove de Julho, a principal da capital argentina.

Torcedores depredaram o patrimônio público - e privado -, atacaram pedras na direção dos policiais e saquearam lojas; as câmeras da 'Todo Noticias', rede de televisão argentina, flagraram um grupo roubando bebidas de um bar.

Segundo as informações da imprensa argentina, a polícia local já deteu 30 manifestantes durante o confronto deste domingo na zona do Obelisco.

Festa pela campanha

As principais cidades do país repetiram a cena: milhares de torcedores albicelestes que, longe de estarem deprimidos pela derrota, agitavam bandeiras e camisas em homenagem aos 23 "guerreiros" de Alejandro Sabella que dificultaram ao máximo o trabalho dos alemães no Maracanã.

Em Buenos Aires, a festa pelo vice-campeonato se concentrou na Avenida 9 de Julho, aos pés do Obelisco, onde até apareceu um gigantesco boneco do Cristo Redentor com as cores da Argentina.

"Eles deixaram a alma e a vida em campo. O árbitro também não ajudou muito. Foi um azar que a bola não tenha entrado", disse à "Agência EFE", Sergio Vázquez, um dos milhares de jovens que estavam nas proximidades do Obelisco.

Publicidade