Em 09/03/17 às 10:54:09

Dois suspeitos confessam assassinato de Felipe Yves

DHPP procura mais quatro envolvidos

BIA LIMA


Dois suspeitos de envolvimento no assassinato do músico Felipe Yves, que teve parte do seu pescoço degolado e o corpo abandonado na Boca da Mata, na segunda-feira (6), confessaram o crime em depoimento à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na tarde dessa quarta (8). Segundo informações do DHPP, Andrei Jesus dos Santos, o Lacoste, de 21 anos, e um adolescente de 17, deram suporte às ações de Railson Couto dos Santos, o Penga, 22, e Uéslei Silva Sarinho, o Helis, 22. Os quatro são traficantes envolvidos com a facção Bonde do Maluco, comandada por Helis na área. Em seu depoimento, Lacoste conta que ele e o menor de idade carregaram o corpo e as armas do crime – o revólver 38 já está com o departamento para a perícia. A versão apresentada por Lacoste indica que Yves chegou ao bairro se identificando como cantor, bebeu com os criminosos e disse ser primo de um traficante de uma facção rival. Depois disso, ele foi agredido pelos traficantes, que lhe atingiram com quatro tiros e tentaram degolar sua cabeça com uma faca – o objeto ainda não foi encontrado pela polícia. No momento, o DHPP está à procura de Railson e Uéslei, além de duas meninas identificadas como namoradas dos traficantes. Tanto a identidade como o envolvimento delas no crime está sendo mantido em sigilo para facilitar as buscas. O corpo de Yves, também conhecido como compositor de “Depois de nós é nós de novo”, dentre outros sucessos do pagode baiano, foi enterrado ontem (8), no cemitério Parque Bosque da Paz.

fonte: Bahia Noticias

Publicidade